Para ouvir, clique Play:

Host, Boss, Timoneiro, Contínuo, Editor-Chefe, Asno Volante e Office-Boy:  Carlos Del Valle

Convidados deste programa:

Sérgio Dias, do Boteco F1

Valesi, do Melhor Blog sobre Nada

Eduardo Casola Filho , da Estante do Casola

Joshué Fusinato, autor de vários artigos no Podcast F1 Brasil

GASOLINA-STORE-BANNER-JPEG

Grupo do Podcast F1 Brasil – Roda com Roda no Facebook

1. JACAREPAGUÁ

Autódromo desapareceu. Foi demolido. Era plano e com curvas de alta. Talvez fosse uma pista difícil de ultrapassar hoje em dia, com alta velocidade dos carros em curvas e freios ultra-eficientes.

Estreia difícil para a Williams, após o acidente de Frank Williams durante a pré-temporada.

Dobradinha Piquet/Senna em casa.

Primeira Pole Position de Senna no Brasil, fato que se repetiria mais 5 vezes.

Piquet venceu logo na sua estreia pela Williams (34” de vantagem para Senna, um minuto para Laffite).

Grid: Senna/Piquet/Mansell

McLaren em sétimo e nono lugares no grid. Na corrida, duplo abandono para a McLaren, com duas quebras de motor. Prost até pilotou bem, e já estava em terceiro quando abandonou.
Colisão Senna/Mansell ainda na primeira volta, na freada para a curva Sul, após o Retão. Mansell emparelhou por dentro, mas Senna (surpresa) resolveu não ceder, fizeram a curva lado a lado e Mansell abandonou. Disputa Senna Mansell aos 08min:10seg

Piquet esperou algumas voltas, ultrapassou Senna e foi embora, aos 11min:20seg  do vídeo:

Classificação após o GP do Brasil:

1 Nelson Piquet 9
2 Ayrton Senna 6
3 Jacques Laffite 4
4 René Arnoux 3
5 Martin Brundle 2

2. JEREZ

Uma das chegadas mais próximas da história, entre Senna/Mansell.

Estreia do circuito de Jerez na Fórmula 1. O circuito tinha algumas pequenas diferenças: a reta antes da Dry Sac era mais curta, e não havia a chicane no lugar no acidente do Martin Donnelly.

Mario Circuit 3:

SNES_Mario_Circuit_3_map

Com uma reta a menos do que hoje, Jerez era ainda mais travado. Frase do sr. Del Valle Pai na época: “esses espanhóis não tinham régua, pelo jeito. O circuito só tem curva”.

Grid: de novo Senna/Piquet/Mansell, desta vez com Prost em quarto.

Piquet teve quebra de motor.

Senna liderou a primeira metade, mas foi ultrapassado por Mansell.

Faltando 10 voltas, Senna recupera a liderança, e Prost ainda aproveita e também passa Mansell.

Tendo caído para terceiro, Mansell resolve trocar pneus, volta 20 segundos atrás, faltando 9 voltas. Tira quatro segundos por volta, mas tem que passar o Prost. Encosta em Senna (que fez a corrida inteira com um jogo só de pneus) para as duas últimas voltas. Defesa fenomenal de Senna, vence por 14 milésimos. Final:

Efeméride: Esta chegada é a terceira mais apertada da história da F1. As primeiras são o GP dos Estados Unidos de 2002 (Barrichello 0.011 sobre Schumacher, e o GP da Itália de 1971, Peter Gethin 0.010 sobre o Petterson, e 0.061 sobre o quinto)

Classificação após o GP da Espanha:

1. Ayrton Senna 15
2. Nelson Piquet 9
3. Nigel Mansell 6
4. Jacques Laffite 4
4. Alain Prost 4

Grupo do Podcast F1 Brasil – Roda com Roda no Facebook

GASOLINA-STORE-BANNER-JPEG

Email: contato@podcastf1brasil.com.br

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter e no Instagram

Estamos também na TuneIn Radio e no Stitcher, além do iTunes

Música podsafe / Creative Commons: Brother Love e American Heartbreak

Feed do Podcast F1 Brasil: http://feeds.feedburner.com/PodcastF1BrasilPodcast

Categorias: Podcast

Carlos Del Valle

Podcaster. Imerso em Fórmula 1. Nada mais lógico do que um podcast sobre Fórmula 1.

9 comentários

Bruno da Mata · 3 de maio de 2015 às 23:59

Meu Deus, dormir com estilo 3.0 V6!

raphaelwilker · 4 de maio de 2015 às 0:34

Baixando e dormindo, depois volto pra comentar mais.
A foi impressão minha ou no último cast você ficavam trocando a temporada de 86 com 85 ?

raphaelwilker · 4 de maio de 2015 às 0:35

Estou perguntando porque fiquei confuso.

Rodrigo Lima · 4 de maio de 2015 às 1:42

Fica para próxima o Jump Start kkkkkk!

Andre Tachibana Kranz · 4 de maio de 2015 às 11:54

Valeu!

Danylo Furlani · 9 de maio de 2015 às 12:47

Comentário meio nerd mas vai lá: Melhor descrever a potência desses motores em notação científica pra economizar zeros. 1,2k cv !

Mateus Ferreira · 12 de maio de 2015 às 12:57

Senti a falta do comparativo da pista de Jerez com o circuito do Mario Kart

    Carlos Del Valle · 13 de maio de 2015 às 15:35

    Coloquei no post! Valeu!

Pedro Santos · 24 de setembro de 2016 às 23:22

Se não me engano Estoril, Barcelona e Jacarepaguá são do mesmo projetista. Agora não sei o nome do sujeito.

Deixe seu Comentário