Para ouvir, clique Play:

000aa grosjean podium Capture

Host, Boss, Timoneiro, Contínuo, Editor-Chefe, Asno Volante e Office-Boy:  Carlos Del Valle

Convidados deste programa:

Sérgio Dias, do Boteco F1

Valesi, do Melhor Blog sobre Nada

Fernando Campos, que pilota o Instagram do PF1BR

podcast patreon 550

GRANDE ABRAÇO AOS NOSSOS PATRONOS DO PATREON:

Nosso sinceros agradecimentos a nossos amigos que ajudam nosso projeto no PATREON! Saudações a nossos patronos Leandro de Souza, Eduardo Martins, Rubens Netto, Débora Almeida, Thiago Vilela, Marco Oliveira, Wreygan Gomes, Mateus Ferreira, Douglas Kaucz, Bernard Port, André Lima, Bruno da Mata, Anthony Santos, Diego Proença, Marco Santo, Antonio Cordeiro, Carlos Nascimento, Cesar Augusto e William Schlichting. Você também pode colaborar com o Podcast F1 Brasil, com quantias a partir de 1 Obama/mês.

TROFÉU JUMP START (PRIMEIRO COMENTÁRIO):

PROGRAMA HUNGRIA Sra. Flowers
PROGRAMA 1986 Diego Ricarte
PROGRAMA FERRARI Alex Pedroni
PROGRAMA BALANÇO DA METADE DA TEMPORADA Mateus Ferreira da ArtColorGráfica
POST DOS TROFÉUS Gustavo Thomé

MENCIONADO:

Alonso 2010:

Maldonado 2015:

Lauda 1984:

CADUNS (CAMPEONATO DE DUPLAS PELA NOVA SCHIN)

Delvas/Button x Valesi/Kimi
Delvas/Nasr x Valesi/Sainz x Siverly/Verstappen

CORNETA DOS CONSTRUTORES

Grupo do Podcast F1 Brasil – Roda com Roda no Facebook

Williams: momento Trapalhões ao colocar um pneu de cada cor no carro de Bottas

Pirelli: duas falhas catastróficas desagradáveis com Rosberg na sexta-feira e com Vettel na corrida

000aaa VETTEL TYRE

McLaren: punição épica recorde de 105 posições, se aproveitando das novas regras

Force India: mandou Hulk para o grid mesmo com o motor bichado, causando nova volta de apresentação

Rosberg: péssima largada

Felipe Nasr: eliminado no Q1, e perdendo para Ericsson que marcou pontos na corrida

Vettel: um raro erro no treino de classificação, largando do meio do bolo e dificultando as coisas na corrida

Maldonado: “deu um Maldonado” na sexta-feira

Grosjean: um pódio merecido, num bom final de semana para nosso amigo Groselha

Kvyat: remou bonito no pelotão com pneus macios último trecho

Hamilton: abre 28 pontos no campeonato com uma pole sinistra e uma corrida tranquila

Sergio Pérez: linda largada, se beneficiando da boa posição no grid conquistada no sábado

Felipe Massa: sorte com o azar de Bottas, abrindo mais uns pontos para o companheiro no campeonato

Max Verstappen: manobra por fora na Blanchimont ao passar uma Sauber #respect

Rosberg: após a largada ruim, teve competência para se recuperar e lutar pela vitória

Grupo do Podcast F1 Brasil – Roda com Roda no Facebook

GASOLINA-STORE-BANNER-JPEG

Email: contato@podcastf1brasil.com.br

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter e no Instagram

Estamos também na TuneIn Radio e no Stitcher, além do iTunes

Música podsafe / Creative Commons: Brother Love e American Heartbreak

Feed do Podcast F1 Brasil: http://feeds.feedburner.com/PodcastF1BrasilPodcast

Categorias: Podcast

Carlos Del Valle

Podcaster. Imerso em Fórmula 1. Nada mais lógico do que um podcast sobre Fórmula 1.

15 comentários

Gabriel Narukami · 24 de agosto de 2015 às 1:15

JS! jumpstart abreviado

João Vítor · 24 de agosto de 2015 às 1:19

Pra começar mais uma semana bem

Gabriel Narukami · 24 de agosto de 2015 às 1:20

E um detalhe, fui eu quem votei no Maldonator :V

João Vítor Dieter · 24 de agosto de 2015 às 1:26

Estou com tanto sono que estou focando daltônico igual o pessoal da Williams

@philsantos13 · 24 de agosto de 2015 às 1:44

Peraí, preciso pagar um drive thru, acho que pus uma bota e um tênis nos pés.

Leonardo Saldanha · 24 de agosto de 2015 às 2:10

E pensar que o Maldonado já ganhou corrida pela Williams

    Fabiano Forte · 24 de agosto de 2015 às 9:22

    Só é! A gente até esquece disso, de tanta barbeiragem!

    Jordan Bandeira · 24 de agosto de 2015 às 20:03

    Acho que já falaram antes aqui nos posts: Maldonado é o herdeiro legítimo do saudoso Andrea de Cesaris. Aquela vitória na Espanha foi definitivamente uma conquista do acaso.

Fabiano Forte · 24 de agosto de 2015 às 9:22

Quanto ao problema dos pneus, concordo plenamente! Mas vamos nos lembrar de que a Pirelli está sob as ordens do Bernie, né?

Lucas Pereira Martins · 24 de agosto de 2015 às 9:23

Isso é a Williams tentando aderir a causa gay, meus amigos!

R7 Soccer · 24 de agosto de 2015 às 12:39

Muito Bom parabéns a todos

Marcelo Chelli · 24 de agosto de 2015 às 20:18

To voltando a gosta de F1 por causa de vcs podcast’s Luz da informação automobilística !! kkkkkk Mais um episódio show !!!

Luís Gustavo Rampazo · 24 de agosto de 2015 às 21:07

Gente… não sei se estou por fora desse quesito, mas eu acho MUITO estranho o tal do “Virtual Safety Car”. Ora bolas, quem garante que TODOS os pilotos reduzirão para a MESMA porcentagem de potência de maneira igual e ao MESMO tempo?!? Desconfio que haja um ou outro “João Sem Braço” que se aproveite dessas situações pra dar uma “chegada” no rival que esteja à frente (e, claro, sem que nenhum espectador perceba). No site da F1 existe uma super breve descrição de como deve ser feita e mantida a tal redução de velocidade, mas putz… a meu ver é algo xinfrim e mega-burlável… Muito estranho (pra dizer pouco).

P.S.: Simplesmente SEN-SA-CIO-NAL a inserção do tema dos Trapalhões! Voltei no tempo!!! =D (sou de 1975… hehe)

Joshué Fusinato · 25 de agosto de 2015 às 9:26

Por amor ao debate, vamos lá.

Acho que é por força da profissão, além do gosto por aprofundar a discussão sobre F1 que, conforme o amigo Carlos Del Valle citou no episódio de hoje, eu defendi que a Ferrari estaria errada, e a Pirelli certa, na celeuma do pneu que explodiu na Bélgica. Vejamos:

Quem se lembra das aulas de matemática lá da terceira série, quando aprendemos sobre conjuntos? Toda essa questão dos pneus é um exemplo claro de conjuntos matemáticos.

No conjunto maior, temos o problema estrutural dos pneus Pirelli, coisa que vêm atrapalhando a F1 desde muito tempo. A diretriz da FIA em obrigar a fabricante de pneus a construí-los de forma a se degradarem rapidamente, até prejudicando a segurança dos pilotos, é uma questão grave, que já estamos carecas de saber.

O ocorrido no carro do Vettel na última corrida é apenas uma parte do problema. Nesse especial particular, o piloto errou ao exceder os limites da pista e forçar os pneus a uma degradação maior que o esperado, e a equipe errou ao não permitir que este fosse aos boxes trocá-los, como era seu desejo.

Não podemos tentar achar um único culpado neste especial particular. Pelo contrário, todos os envolvidos são culpados em algum grau: a Pirelli, ao não bater o pé com a FIA para mudar as diretrizes de construção; a Ferrari, que insistiu em alongar o uso do composto ao ponto crítico e, por fim, Vettel, que não peitou a equipe quando quis parar.

Como disse, é mal de advogado querer sempre alongar a discussão. Mas isso é saudável, uma vez que dessa forma podemos sempre encontrar a melhor resposta possível aos problemas!

Até a próxima senhores!

Deixe seu Comentário