Para ouvir, clique Play:

Host e Editor dessa edição: Sérgio Siverly

Convidados deste programa:

Carlos Eduardo Valesi, do Edição Rápida

Fernando Campos, do NFL dos Brother, Boteco F1 e do Instagram do PF1BR

Thiago Raposo, do Velocidade 

Nossos sinceros agradecimentos a nossos amigos que ajudam nosso projeto no PATREON e no PADRIM! Saudações a nossos patronos Leandro de Souza, Pablo Ocerin, Rubens Netto, Débora Almeida, Alexandre Pires, Marco Oliveira, Wreygan Gomes, Bernard Port, André Lima, Cláudio Alves, Bruno Coelho Leuenroth, Bruno Shinosaki – Fim do Grid, Bruno da Mata, Ricardo Bunnyman, Diego Proença, Marco Santo, Alísio Meneses e Cesar Augusto. Você também pode colaborar com o Podcast F1 Brasil, com quantias a partir de 1 Obama/mês, os links estão logo abaixo!

Grupo do Podcast F1 Brasil – Roda com Roda no Facebook

Faça parte da nossa Liga Conjunta no Bolão do GP Predictor: Podcast F1 Brasil e Boteco F1 

Nosso canal do YouTube:

logo roda com roda youtube red bull

Nosso Patreon:

podcast patreon 550
Nosso Padrim:

padrim vermelho

Confira nossas camisetas de F1 na Gasolina Store:

GASOLINA-STORE-BANNER-JPEG

Curta nossa fanpage no Facebook

Siga-nos no Twitter e no Instagram

Estamos também na TuneIn Radio e no Stitcher, além do iTunes

Música podsafe / Creative Commons: Brother Love e American Heartbreak

Feed do Podcast F1 Brasil: http://feeds.feedburner.com/PodcastF1BrasilPodcast


Sérgio Siverly

O menino que ficava em frente da tv com um prato fingindo ser um piloto nos anos 1990 e o diabo necessário por trás do Boteco F1 no YouTube. ;)

33 comentários

Mateus Ferreira · 17 de julho de 2016 às 23:03

Boa noite amiguinhos

Mateus Ferreira · 17 de julho de 2016 às 23:03

Tomou, Diego Ricarte?

Mateus Ferreira · 17 de julho de 2016 às 23:04

Deixa eu fazer um pódio de troféu Podcast F1 Brasil aqui

Jordan Bandeira · 17 de julho de 2016 às 23:52

E eu, Webber-Barrichello forever, hahahaha.

Diego Ricarte · 18 de julho de 2016 às 8:31

Senhores. Meus parabéns! Que programa sensacional!
Acabo de ouvir a caminho do trabalho e por diversas vezes me peguei com os olhos marejados com tantas boas recordações.
Simplesmente sensacional o programa.

Willian Schlichting · 18 de julho de 2016 às 15:11

Parabéns pelo programa,
efeméride do programa, pela primeira vez o Galvão participou mais que qualquer integrante 😉

Eduardo Bacelar · 18 de julho de 2016 às 16:47

Cara essa corrida de Interlagos 2008, PUTA QUE O PARIU, Sou de 1990 e não vivi a era Senna. O alge da F1 pra mim foi essa corrida.
Me emociono só de lembrar. Ahh essa corrida mostra o porque o Galvão é o Galvão, ele sim sabe dar emoção a uma corrida.

    Sérgio Siverly (@SergioSiverly) · 18 de julho de 2016 às 22:11

    Nossa! Eu lembro que estava sozinho na sala de casa, com a chuva do lado de fora e pulando e gritando que nem um louco. Foi uma sensação estranha demais.

Eduardo Bacelar · 18 de julho de 2016 às 17:17

E um momento de emoção que faltou foi o GP da Europa de 2009 em Valencia com o Barrica dedicando a Vitória ao Massa além do corridão que ele fez

Alexandre Bezerra · 18 de julho de 2016 às 17:58

Surpreendentes são Gps imortais, cada um guardado na nossa memoria,felizes ou tristes por um resultado melhor mas sim.Isso é o poder do esporte surpreender.

Gustavo · 18 de julho de 2016 às 20:08

Sou todo agradecimentos a vocês. Nesse momento enxugo as lágrimas que insistem em cair. Malditos ninjas cortadores de cebola. As pessoas ao redor no ônibus me olham, com pena. Nessas horas me dou conta de como a Forma 1 é um esporte apaixonante. Vejo que aquelas madrugadas em claro valeram a pena. Obrigado pelas belas lembranças.

FELIPE D LARANJEIRA · 20 de julho de 2016 às 20:34

Acho que um momento muito marcante foi a final da temporada 2014 em Abu Dhabi, onde o Massa iniciou uma perseguição louca ao Hamilton e a gente achou que ele fosse ultrapassar. .. lá atrás, o Nico com problemas no carro, mas ainda na briga pelo campeonato.. a longa conversa dele no carro com os engenheiros, o engenheiro pede pra ele abandonar, ele implora “por favor, me deixe terminar a prova..”
Pra mim, foi um dos momentos mais emocionantes da F1.

Abraço! !

Luka · 21 de julho de 2016 às 10:36

Fiz a besteira de ouvir o programa no trabalho e infelizmente eles apareceram… os malditos ninjas cortadores de cebolas!!!

Então… ótimo programa, mas programas assim só um por ano, por favor 🙂

Abraço a todos e parabéns pelo trabalho!

Dan Soares · 21 de julho de 2016 às 20:45

Faltou um dos momentos recentes que acho ter sido a última vez que lacrimegei na frente da Tv.. a primeira vitória do Vettel na Ferrari. Ouvir o hino da Alemanha e em seguida o da Itália foi emocionante demais…

Celso Reis · 22 de julho de 2016 às 19:08

Nobrissimos, não acompanho a Formula 1 a muito tempo. Porém, acompanho vcs, gosto muito do podcast e esse foi de longe o melhor que ja assisti, porque me lembrou da fase que acompanhava. Os meus olhos suaram um pouco ao lembrar da cena do Hakkinen chorando. Mano, eu era fã do Iceman, e torcia por ele, não gostava do Schumacher. Ver um cara como ele deixando o sentimento dominar, ser humano, foi foda.
Parabéns mesmo.
Att,
Celso Reis.

    Sérgio Siverly · 27 de julho de 2016 às 12:38

    Caramba, Celso! Aquele dia foi tenso! Eu lembro que fiquei bem triste porque sempre torcia para o Hakkinen. 😀

Rafael Benzaquem · 28 de julho de 2016 às 17:50

Vettel na toro roso, muito, mas muito maior que Vestapinho…

Deixe uma resposta para Sérgio Siverly Cancelar resposta