Para ouvir, clique Play:

BAGRE

BAGRE

Host: Carlos Del Valle

Convidados deste programa:

Valesi, do Melhor Blog sobre Nada

Sérgio Siverly, do Boteco F1

Eduardo Casola Filho,  da rádio Push to Pass

Patetices habituais com erros de gravação no final do programa.

JACARÉ tomando Absinto de Canudinho. Exercite sua capacidade de abstração!

JACARÉ tomando Absinto de Canudinho. Exercite sua capacidade de abstração!

Tipos de nariz dos carros (Pênis, Bagre, Jacaré com Canudinho, e a Lotus)

Porquê os narizes ficaram assim?

Entenda como ERS = KERS + ERS-H

Aprenda sobre as mudanças aerodinâmicas dos carros de F1

Novas asas dianteiras

Mudanças aerodinâmicas na traseira (beam wing / monkey seat)

Escapamento sem influência no difusor

Entenda o ERS-K e o ERS-H com ajuda de Sergião e Luana Piovani

Conheça o Turbo Lag (e como evitá-lo)

Eficácia de motores a combustão, corrida com 100 kg de gasolina, fluxo de combustível regulamentado

Link sobre motores 2014 no F1 Technical 

Link sobre aerodinâmica 2014 no F1 Technical 

Aula magistral sobre os motores 2014 com Jason Fenske, do canal Engineering Explained (in English):

Excelente vídeo didático-humorístico sobre os novos motores:

Compare seus conhecimentos assistindo a este vídeo antes e depois de ouvir o programa:

Categorias: Podcast

Carlos Del Valle

Podcaster. Imerso em Fórmula 1. Nada mais lógico do que um podcast sobre Fórmula 1.

17 comentários

Bruna Aquino · 19 de fevereiro de 2014 às 18:02

Olha parabéns, o começo desse podcast foi muito engraçado. 
Muito boa a explicação sobre o ERS e sobre o Turbo (já posso mostrar um conhecimento a mais quando sair para uma gelada), eu só me dei a liberdade de substituir a Piovani pelo The Rock … e pelo que vocês falaram e mais o espaço que vejo que há nos carros para encaixar todos esses componentes, realmente não há espaço para erros. E apesar de ser muito cedo para afirmar, gostei da analise de como (talvez) seja a corrida, dividida em etapas. 
Quanto a nova era turbo, para mim isso é um máximo, algo novo, eu faço parte de uma geração que nem havia nascido no fim da última. 
E por mais que os carros tenham ficado fálicos, eu gostei da variedade apresentada. Estou ansiosa, e querendo que o GP da Austrália chegue logo, quero e creio que terá momentos épicos nessa temporada. 
Minha aposta é sempre a Mercedes! E meu piloto é o Hulk, esse é o ano da sua primeira vitória, podem marca! 

Já vesti meu macacão, coloquei meu capacete e estou aqui pronta para largada! 🙂 

    Sérgio Siverly (@SergioSiverly) · 24 de fevereiro de 2014 às 15:01

    Hehehehehe. Que bom que gostou, Bruna. The Rock?! Caraca! Então, muitas mudanças em muito pouco tempo. Todo mundo está “perdido” nesse momento. A ansiedade para Melbourne é forte pois será o primeiro contato com esses carros com o ritmo de corrida e é sempre bom lembrar que tem motor aquecendo, problemas no consumo de combustível e muito mais. Será um ano bem movimentado.

    😉 Largue e fique sempre pertinho da gente. 😀

Carlos Eduardo Valesi · 19 de fevereiro de 2014 às 18:40

Legal, Bruna!

Pois é, bem vinda (bem-vinda? benvinda?) à nova era turbo e com carros “diferentes”. Pode ter certeza que para nós, old school petrolheads, a ansiedade é a mesma.

E não se esqueça: no boteco, quando estiver discutindo o assunto, pode dizer que “foi o pessoal do podcast F1 Brasil quem falou!”; dessa maneira, se a informação estiver errada, a culpa é nossa!

Grande abraço, e aguarde: antes de começar a temporada, tem mais podcast no ar.

Carlos Del Valle · 19 de fevereiro de 2014 às 20:34

O medo de os turbos serem lentos demais foi dissipado um pouco hoje, com Hulk fazendo 1:36.8 (a volta mais rápida de Vettel ano passado no Grande Prêmio do Bahrein foi 1:36.9). Por outro lado, a pole foi 1:32, mas há bastante velocidade para se extrair em 2014. A expectativa era de 4 segundos por volta mais lentos, evoluindo para 2 segundos no final do ano, mas acho que os motores estão com potência acima do esperado etc.

Rodrigo "Digão" · 20 de fevereiro de 2014 às 12:31

Parabéns pelo programa, bem informativo e divertido ao mesmo tempo. Agora com o teste do Bahrein das previsões do inicio do ano uma delas já morreu, que é a dos carros serem muito mais lentos, pelo jeito eles são equiparáveis aos v8. A outra, que até foi comentada no programa, é a dos carros terem pane seca durante a corrida. Essa não me agrada porque prefiro uma corrida com inteira com a galera pilotando com pé de chumbo. De toda forma estou na grande expectativa para Melbourne, até para se acostumar com o som do v6.

Continuando com as piadas sobre o formato dos bicos: http://wtf1.co.uk/2014-formula-one-cars-get-photoshopped/

    Carlos Del Valle · 21 de fevereiro de 2014 às 18:42

    Obrigado Rodrigo, cliquei no seu link e dei boas risadas com os photoshops. Aquela gif animada foi muita malvadeza kkkk

    Valesi · 24 de fevereiro de 2014 às 19:31

    Não me parece ser este o caminho que estão rumando, mas será inevitável levantar o assunto da volta do reabastecimento se muita gente ficar na pista sem gasosa…

Fernando Turatti · 21 de fevereiro de 2014 às 2:16

Esse carro da caterham pode ser considerado oficialmente a coisa mais bizarra já vista num F1?
Sobre o episódio, muito bom como de costume, já é raro alguém que fale de F-1, falar do assunto com propriedade então…
Eu particularmente odiei o som dos V6 turbo, conseguem ser a coisa mais feia num ano de bicos fálicos!
Essa coisa de deixar as corridas demais nas mãos dos estrategistas me incomoda, assim como essas pontuações malucas e injustas ao fim da temporada. A categoria vem perdendo a graça pra mim ultimamente por tanta coisa sem pé nem cabeça :/

    Carlos Del Valle · 21 de fevereiro de 2014 às 18:45

    Fernando, eu pessoalmente acho que já houve bizarrices maiores (aquelas Ferraris do início dos anos 80 com uma bandeja de cafezinho no nariz são verdadeiramente horripilantes rsrsrs).

    Eu gosto daquele silvo, aquele zunido de turbina que esses motores V6 turbo fazem.

    Quanto à pontuação dupla, ESTOU PARA ACHAR UM FILHADAPUTA QUE GOSTOU DESSA IDÉIA. Acho inacreditável que isso vai ser permitido. Não sou de reclamar, mas essa foi bisonha…

      Fernando Turatti · 22 de fevereiro de 2014 às 7:31

      Coloquei meu irmão de 9 anos pra ouvir o motor desse ano e do ano passado e ele disse: “nando, por que esse motor está rouco?” hsaushaushaushausa

      Nada pra mim supera essa Carterham, é fora de série!
      Outra coisa que quero ver é a baderna que serão corridas finai com mais pontos e menos motores e câmbios.
      Só eu que prevejo equipes tentando fazer 3/4 do campeonato sem usar nem 2 motores pra torrar tudo no final quando as corridas valem 82743 pontos cada?

        Valesi · 24 de fevereiro de 2014 às 19:29

        Esse final de temporada vai ser divertidíssimo prá quem tá assistindo, e prá quem não tiver mais grandes pretensões. Mas prá galera lá da frente, prevejo momento de terror.

        Vejamos o que tio Bernie e sua turminha do barulho vão aprontar…

    Sérgio Siverly (@SergioSiverly) · 24 de fevereiro de 2014 às 15:07

    Cara, só não é a coisa mais bizarra pois lembro daquela Tyrrell P34 que é horrenda na minha humilde opinião (http://pt.wikipedia.org/wiki/Tyrrell_P34). O som lembra o daquelas furadeiras da Black & Decker, né? Também preferia o som dos V8. Discutimos a pontuação maluco no regulamento, Fernando. Programa sai em breve. 😉

Sérgio Siverly (@SergioSiverly) · 24 de fevereiro de 2014 às 15:04

Carros parando sem gasosa podem aparecer durante a temporada, até porque todos estão tentando entender o funcionamento do motor em corrida. A última gif é explícita pacas. Hhehehehehe.

Eliezer · 18 de março de 2014 às 1:44

Comecei a ouvir a pouco tempo e achei o podcast muito bom. Posso parecer um pouco troll, mas tem um problema, a meu ver. Um de vocês (acho que é o Eduardo) tem uma combinação terrível de áudio. A captação de áudio dele é bem ruim e isso, aliado a um pequeno problema de dicção misturado com o sotaque, torna o áudio meio incômodo. Não chega a dar vontade de desligar o som, mas uns fast fowards acabam sendo necessários. Talvez se a captação melhorar, já fique 10.
Não tomem por uma crítica destrutiva. Minha intenção foi o contrário.
Parabéns pelo programa e continuem crescendo.

Os Comentadores #17 - Importância do Site | Mundo Podcast · 25 de fevereiro de 2014 às 2:10

[…] Podcast F1 brasil – Tudo sobre os carros da F1 2014 […]

Os Comentadores #17 - A Importância do Site | Paranerdia · 3 de julho de 2014 às 11:01

[…] Podcast F1 brasil – Tudo sobre os carros da F1 2014 […]

Deixe uma resposta para Eliezer Cancelar resposta