Para ouvir, clique Play:

piquet montreal

Rindo à toa com este programa espetacular

Host: Carlos Del Valle

Convidados deste programa:

Valesi, do Melhor Blog sobre Nada

Sérgio Siverly, do Boteco F1

Eduardo Casola Filho

Patetices habituais com erros de gravação no final do programa.

Compilação com acidentes no “Muro dos Campeões”

A Pista:

Curvas lentas e longas retas, sendo menos dependente de downforce

Alto consumo de combustível

GP do Canadá de 1989 (por Del Valle)

  • Após oito poles seguidas de Senna, Prost consegue bater o brasileiro no treino, por menos de um décimo. Última pole de Prost havia sido no GP de Portugal de 88
  • Corrida chuvosa, incidente bizarro com Mansell, Nannini e Perez-Sala, que foram para o pit lane após a volta de apresentação e dispararam antes dos outros carros largarem, correram em primeiro durante um tempo e foram prontamente desclassificados. Não havia sinalização adequada na saída do pit lane
  • Prost abandonou logo no início (suspensão)
  • Na loteria entre pneus slicks e pneus de chuva, estava Senna, Patrese e Boutsen, mas Patrese teve uma quebra parcial do assoalho e Boutsen assumiu a segunda colocação atrás de Senna
  • Senna teve um amargo abandono na liderança faltando 3 voltas para acabar a corrida, com motor estourado
  • Primeira vitória da combinação Williams-Renault, no caso dobradinha Boutsen Patrese.
  • Fechando o pódio, ninguém menos que Andrea de Cesaris, com uma Dallara-Ford
  • Volta mais rápida Dr. Jonathan Palmer, com Tyrrel-Ford
  • Após 6 etapas, dois pontos de diferença entre Senna e Prost no campeonato
  • Senna três vitórias e três abandonos
  • Prost uma vitória, três segundos e um abandono

Melhores Momentos:

GP do Canadá de 1990 (Eduardo Casola Filho)

  • Última dobradinha Senna/Piquet
  • Estreia do Brasil na Copa (Galvão na Itália, Cléber Machado transmitiu)
  • Chuva
  • Prost mal em 5º
  • Boutsen buscava segunda vitória seguida na mesma pista, mas obliterou Nicola Larini, da Ligier, na 19ª volta, quando tentou passar Prost quando não dava.
  • Nannini e Alesi batendo no mesmo lugar, do mesmo modo (Tyrrell do francês acertou em cheio a Benetton parada do italiano)

Melhores momentos, com a transmissão da Globo

GP do Canadá de 1991 (por Valesi)

  • As Williams de Patrese e Mansell não deram chance prá ninguém na classificação.
  • Mansell tomou a frente na largada e foi embora; na volta 25, Senna abandonou com problemas no alternador, e duas voltas depois a Ferrari do Prost encostou por defeito no câmbio.
  • Patrese, com problemas no câmbio, foi ultrapassado pela Benetton de Piquet e Stefano Modena, da Tyrrell.
  • Mansell seguia quase um minuto na frente – e resolveu diminuir o ritmo na última volta prá saudar o público. Com a baixa rotação do motor, o alternador deu stall e ele foi diminuindo, diminuindo…
  • Pelo rádio, avisaram Piquet, que só acreditou quando viu o Leão encostado e partiu gargalhando para vencer a corrida. Foi a última vitória do Nelsão na F1.
  • Foi também a sétima vitória consecutiva de um brasileiro (Piquet havia ganho as duas últimas de 90, e Senna as quatro primeiras de 91), encerrando a maior sequência de primeiros lugares do país.

Melhores momentos da corrida:

(Aos 5:56 temos o Senna explicando o abandono; aos 7:45 a entrevista com um Piquet ainda sorrindo descaradamente que, quando perguntado se ficou com pena do Mansell, respondeu: “- Eu não tenho pena de ninguém!”)

Última volta com o abandono e desespero do Leão:

GP do Canadá de 2011 (por Sérgio Siverly)

  • Largada atrás do safety car
  • Webber toca com o Hamilton na largada

  • Hamilton e Button num momento “What is he doing?!”

  • Na volta 25, a corrida foi interrompida devido a chuva
  • Corrida ficou parada por duas horas
  • Na relargada, muita gente para para colocar pneus intermediários
  • Button toca com Fernando Alonso e o espanhol abandona;

  • Na volta 51, o Schumi passou o Massa e o Koba numa tacada só.

  • Heidfeld estava fazendo um corridão até a volta 56, quando tocou no Koba e abandonou a prova

  • Nesse acidente, o SC entrou e temos a famosa cena do fiscal escorregando e quase sendo obliterado por uma Sauber e por uma Lotus

  • Vitória épica de Jenson Button, ultrapassando Vettel na metade da última volta após estar em último e ter tomado um drive through
  • Massa ultrapassa Koba no último momento;

Grande corrida de Michael Schumacher

Email: contato@podcastf1brasil.com.br

Curta nossa página no Facebook

Siga-nos no Twitter

Estamos também na TuneIn Radio e no Stitcher, além do iTunes

Música podsafe / Creative Commons: Brother Love e American Heartbreak

Feed do Podcast F1 Brasil: http://feeds.feedburner.com/PodcastF1BrasilPodcast

Categorias: Podcast

Carlos Del Valle

Podcaster. Imerso em Fórmula 1. Nada mais lógico do que um podcast sobre Fórmula 1.

18 comentários

Willian Schlichting · 2 de junho de 2014 às 10:49

Coisa chegar mais cedo a trabalho, e ja ser agraciado com um novo podcast 😀

Willian Schlichting · 2 de junho de 2014 às 10:50

Coisa Boa*

raphaelwilker · 2 de junho de 2014 às 10:57

Concordo William XD

Valesi · 2 de junho de 2014 às 11:34

GP do Canadá é aquele bom pra fazer churrasco!

Willian Schlichting · 2 de junho de 2014 às 12:00

Quando chove nessa pista as corridas ficam ainda mais intensas, isso se deve ao fato de que o muro é muito perto, então o spray de água não tem como sair para os lados, e é uma pista de pouca downforce, isso contribui para o show na chuva.
não chega a ser um mônaco, mas a velocidade é alta e não tem muita área de escape, por isso um toque ou uma saída de pista, acaba obliterando as chances do piloto na corrida.

    Carlos Del Valle · 3 de junho de 2014 às 1:36

    Verdade, aquela escapadinha na saída da curva significa MURO (letras maiúsculas, principalmente nos casos do Panis e do Kubica)

Andre Tachibana Kranz · 2 de junho de 2014 às 12:52

que boa surpresa logo cedo

Tiago Oliveira · 2 de junho de 2014 às 13:54

O Canada é a redencao dos injusticados; Boutsen, Nelsao no fim da carreira, Alesi, Kubica. É uma corrida bem legal, estilo Melbourne, por razoes obvias, mas com o lance de acontecer quando o campeonato comeca a tomar um rumo e serve pra dar uma embaralhada, já q é um circuito “torto”, nem sempre os bons carros conseguem ter a melhor performance, talvez pelo lance da aderencia nao ser tao constante e o piloto fazer muita diferenca. Nessas condicoes, com uma chuva, pode aparecer um Force India ou mesmo uma das equipes médias do grid, tipo Ferrari (SIC).

Havia um video do Koba fazendo a curva do “muro dos campeoes” dando um drift com a Sauber, passando a centimetros do muro, q pra mim resume o talento desse japa, que repito: é fantástico.

Só espero ver uns quebra paus, um pouco de chuva, um hamilton subindo nas tamancas e batendo no companheiro (de novo).

Faltou falar da batida do Hamilton no Raikkonnen no pit lane.

Minha corrida favorita é da de 95, com Schumacher quebrando e Alesi na redencao, com Barrichello e Irvine compretando o pódio. Essa eu vibrei.

    Valesi · 2 de junho de 2014 às 14:03

    OK, Tiago.
    Seu nome está no caderninho. Equipe média? Pfffff.

    Carlos Del Valle · 3 de junho de 2014 às 1:38

    Bem notado quanto à redenção de Boutsen, Alesi e Kubica, é como falamos, o fato de ser uma pista diferente do habitual ajuda muito. Sem contar que Hamilton também se auto-descabaçou a si mesmo no Canadá 2007…

Eduardo Casola Filho · 2 de junho de 2014 às 14:14

E o timing do post não podia ser mais perfeito, pois hoje faz 23 anos que aconteceu a corrida mencionada pelo Valesi.

Vinícius Afonso Oliveira · 2 de junho de 2014 às 20:26

Fala galera! mais um programa imperdível! E estamos esperando vocês para um crossover com o Bandeirada!

    Carlos Del Valle · 3 de junho de 2014 às 1:39

    Beleza Vinícius, temos que combinar sim 🙂

Ronei Lopes · 3 de junho de 2014 às 5:05

Rapaz, como eu adorava o carro da Benneton, principalmente guiada pelo Nelsão! Eu tinha uma miniatura dela que foi meu brinquedo predileto por muito tempo…..

    Carlos Del Valle · 3 de junho de 2014 às 20:46

    Entre as do Nelson Piquet, eu acho de 1990 (verde) mais bonita que a de 1991 (amarela). Mas bonita mesmo era aquela de 1989, só com o santantônio pontudo, sem entrada de ar em cima:
    http://b.f1-facts.com/ul/a/420

87 Especial: Jules Bianchi, Segurança na Fórmula 1, Passado e Futuro - Podcast F1 Brasil · 7 de outubro de 2014 às 5:39

[…] Comentado pelo Casola no Especial com as Crônicas de Montreal […]

Deixe seu Comentário