Hoje eu iria estender o comentado no ótimo episódio lançado no último domingo, sobre a equipe Ferrari. Minhas elucubrações abordariam a primeira vitória da Scuderia em 1951, e como isso mudou o panorama da competição na época, afinal, foi a primeira vez que a Alfa Romeo foi batida, e isso mudou tudo.

Porém, estou com uma enxaqueca terrível, desde a manhã. E já é noite.

Então pensei em algo mais leve… algo que até mesmo alguém em um estado físico como o meu leria, teria alguns minutos de prazer e diversão, se esquecendo dos problemas.

Eis que resolvi listar algumas efemérides (patente pending) para vocês! Pequenas curiosidades sobre nosso amado esporte! URRA!!!!

Vamos aos eleitos. Você não vai acreditar!

1 – Um carro de F1 possui aproximadamente 80.000 componentes. Isso quer dizer que, se um carro estiver montado 99,9% corretamente, 80 peças estarão fora do lugar;

2 – É possível acelerar um carro de F1 até 160 Km/h e o frear de volta a 0 em quatro segundos;

article-0-1BB1866C00000578-623_634x12203 – David Coulthard é daltônico. Um dos motivos pra ser mudado o sistema de largada teria sido o fato de ele ser daltônico. Diz a lenda que ele conseguia enxergar mais facil e/ou rapidamente a transição da luz vermelha pra verde;

4 – Jochen Rindt foi quem apelidou Bernie Ecclestone de… Bernie;

5 – Os caros da Toro Rosso são pintados a mão;

6 -Já perceberam que sempre tem um cara que grita “CHAMPAGNEEEEE” na cerimônia de pódio? O nome dele é Bob Constanduros, e ele desempenha a função de Mestre de cerimônias nos circuitos da F1 desde 1985;

7 – Sebastian Vettel e a Red Bull nasceram no mesmo ano – 1987;

8 – Mika Häkkinen era ginasta na adolescência, chegando inclusive a se apresentar em espetáculos circenses. Na adolescência, indeciso entre as carreiras de artista ou atleta da ginástica, escolheu ser piloto;

9 – Antonio e Alberto Ascari faleceram após quatro dias lutando contra os ferimentos de seus acidentes, ocorridos na saída de curvas à esquerda, deixando mulher e dois filhos, aos 36 anos de idade, no dia 26 de maio, de 1925 e 1955, respectivamente;

10 – Sergio Perez viveu quatro meses no restaurante do dono da sua equipe na Formula BMW, quando se mudou para a Europa;

11 – Alain Prost tinha o hábito de viajar de avião entre provas e testes vestindo uma camiseta do Mickey Mouse;

12 – Suzuka e Monza são os únicos circuitos da história da F1 cujo o traçado passa por cima de si mesmo (no caso de Monza, isso ocorreu apenas em 1955, 56, 60 e 61);

al-pease13 – O GP do Canadá de 1969 presenciou a úncia vez que um piloto foi desclassificado de uma corrida por ser lento demais. A proeza foi de Al Pease;

14 – Com 58 anos de idade, Luis Chiron foi o piloto mais velho a participar de uma prova de F1 – o GP de Mônaco de 1958;

15 – Um piloto chega a perder até 3Kg durante uma corrida;

16 – Fernando Alonso dirigiu o carro de Elisabetta Gregoraci, na cerimônia de casamento desta com Flavio Briatore;

2015-08-12 21_13_56-Loja17 – Mike Hawthorn, inglês campeão da temporada de 1958, corria ornado com uma gravata borboleta;

18 – O carros da F1 têm caixa preta, como em aviões, desde 1999;

19 – Fernando Alonso, Jenson Button e Felipe Massa subiram ao pódio em ambas as corridas em que Michael Schumacher se aposentou na F1 (GPs Brasil de 2006 e 2012);

20 – A Brawn GP foi a primeira equipe desde a Alfa Romeo, em 1950, a vencer seus dois primeiros Grandes Prêmios, além de ser o único time com 100% de aproveitamento na conquista do título de construtores;

21 – Juan Manuel Fangio, Mario Andretti, Niki Lauda, Alain Prost, Nigel Mansell e Kimi Räikkönen são os únicos pilotos que tiveram “anos sabáticos na F1 e voltaram a vencer Grandes Prêmios;

22 – Scuderia é um termo italiano antigo que se refere ao local onde se mantinham os cavalos de corrida;

23 – Uma equipe de F1 leva para às corrida aproximadamente 100 pares de fones de ouvido;

24 – O gesto de estourar a garrafa de champagne no pódio foi realizado pela primeira vez por Dan Gurney, nas 24 Horas de Le Mans de 1967;

25 – Jack Barbham é o único piloto a ser campeão em um carro próprio;

26 – Um fiscal de pista e um extintor de incêncio devem estar em ambos os lados da pista a cada 300 metros;

E por último…

27 – Durante um pit stop no GP do Brasil de 1983, o carro de Keke Rosberg pegou fogo. O finlandês saiu do carro desesperado quando o fogo já tinha sido extinguido pelos mecânicos, que gritaram para ele retornar ao carro. O motivo pelo qual Keke não voltou? O calor do fogo havia queimado… Seu bigode.

b231772af7b70a817a5b17e8d9682042

E aí? Gostaram? Comentem aí abaixo quais dessas efemérides fossem acharam mais curiosas.

Por que 27 efemérides? Porque 27 é um número clássico da F1, oras!

Até a próxima senhores!
podcast patreon 550

 

Grupo do Podcast F1 Brasil – Roda com Roda no Facebook

Faça parte da nossa Liga Conjunta no Bolão do GP Predictor: Podcast F1 Brasil e Boteco F1 

GASOLINA-STORE-BANNER-JPEG

Grupo do Podcast F1 Brasil – Roda com Roda no Facebook

Faça parte da nossa Liga Conjunta no Bolão do GP Predictor: Podcast F1 Brasil e Boteco F1 

Curta nossa página no Facebook

Confira nossas camisetas de F1 na Gasolina Store

Siga-nos no Twitter e no Instagram

Estamos também na TuneIn Radio e no Stitcher, além do iTunes

Música podsafe / Creative Commons: Brother Love e American Heartbreak

Feed do Podcast F1 Brasil: http://feeds.feedburner.com/PodcastF1BrasilPodcast

 

Categorias: Artigos

17 comentários

Valesi · 13 de agosto de 2015 às 6:27

Muito bom. Informações que não podem faltar numa mesa de bar para impressionar a galera.

    Joshué Fusinato · 13 de agosto de 2015 às 11:30

    Valeu Valesi! ^^

Carlos Del Valle · 13 de agosto de 2015 às 7:50

Que parada sinistra essa da família Ascari…

    Joshué Fusinato · 13 de agosto de 2015 às 11:28

    É uma coincidência muito grande!

Eduardo Cesar Martins · 13 de agosto de 2015 às 9:39

Excelentes Efemérides, continuaria lendo mais 27 e mais 27 e assim por diante…

    Joshué Fusinato · 13 de agosto de 2015 às 11:31

    Quem sabe no futuro saiam mais posts desses. Gostei da brincadeira!

Paulo Figueiredo · 13 de agosto de 2015 às 10:04

Curiosidades sobre a F1 são sempre bem vindas!!!

    Joshué Fusinato · 13 de agosto de 2015 às 11:29

    Valeu Paulo!!!!!!

Jordan Bandeira · 13 de agosto de 2015 às 10:12

Vou ter o que conversar nesse fim de semana. 🙂

Congratulações, Joshué. Melhoras! 🙂

    Joshué Fusinato · 13 de agosto de 2015 às 11:29

    Satisfeito em ajudar, Jordan!

Rubens Gomes Passos Netto · 13 de agosto de 2015 às 11:58

Palmas… muito legal!!! A parada da família Ascari é sinistra mesmo!!!
A n.º 26 não existia em 1976?
“Bow ties are cool”

    Joshué Fusinato · 14 de agosto de 2015 às 10:27

    Possivelmente não existia em 1976 não… Até pq imagina a equipe que teria ao redor de um circuito de 25km!!!!!

    Eu não sei se tenho auto confiança o suficiente pra usar uma gravata borboleta, mas se tu diz que elas são legais, eu acredito!

chrystian dias · 13 de agosto de 2015 às 18:27

de 0 a 160 e parar a 0 em 4s é fodastico

    rubens.exe (@rubensGPnetto) · 13 de agosto de 2015 às 19:02

    Isso excluindo o Fator Maldonado da equação, que tanto pode te lançar por mais 8s a frente como reduzir para 0,1s a sua freada!

Cristiano Seixas · 16 de agosto de 2015 às 22:04

Mandou bem mais vez Fusinato !!!

    Joshué Fusinato · 17 de agosto de 2015 às 9:19

    Valeu Cristiano! ^^

JV Flamenguista · 14 de janeiro de 2016 às 11:10

Fusinato deixou o grupo? O que houve? Teve briga com o Del Valle? Soco na cara? Rabo de arraia? Nos contem!!

Deixe seu Comentário