Hamilton quebra o silêncio, e fala sobre as negociações

Inglês teria decidido sobre mudança para Mercedes após o GP de Cingapura
(Este é um artigo escrito, portanto não clique Play! Teremos podcast na semana que vem)

No alto de um prédio de 28 andares, Lewis Hamilton resolveu conversar com o repórter Tom Cary, do Daily Telegraph. É a primeira vez que Lewis fala sobre a saída da McLaren, desde seu anúncio na sexta-feira passada. Na ocasião, foi liberado apenas o habitual press release com palavras diplomáticas, nada muito revelador.

Hamilton disse que a McLaren vinha perguntando a ele sobre a renovação de contrato desde o GP da China de 2011, quase um ano e meio atrás. “Houve até prazos para dar uma resposta, mas não cumpri nenhum deles”, disse o piloto, “foi muito difícil, bastante duro, mas agora que tomei a decisão, estou me sentindo bem melhor”.

Ya no se encantarán mis ojos en tus ojos, ya no se endulzará junto a ti mi dolor. Fui tuyo, fuiste mía.
Ya no se encantarán mis ojos en tus ojos, ya no se endulzará junto a ti mi dolor. Fui tuyo, fuiste mía.

Apesar de Eddie Jordan ter mencionado que o acordo havia sido feito semanas atrás, Hamilton insistiu que só fechou o negócio após o GP de Cingapura. “O abandono na corrida não teve nada a ver com a decisão”, disse ele, “foi como um pêndulo, um vaivém, porque num momento eu pensava ‘vamos em frente’, mas no momento seguinte eu pensava ‘vou ficar’. Por isso eu esperei tanto: eu queria ter certeza que eu ia me fixar definitivamente com um  ou outro desses dois sentimentos”.

Hamilton afirmou que “mesmo antes do abandono em Cingapura, eu já vinha com esse sentimento, e dessa vez não fiquei balançando”. O piloto disse que foi para a Tailândia após o GP. “Estava tudo calmo e pacífico lá, e fiquei horas à beira da piscina apenas pensando”.

“Não quero fechar portas”

Hamilton disse que o plano era não fechar portas com a McLaren, inclusive espera “estar saindo pela porta da frente”, e acrescentou que sempre terá a McLaren em seu coração. Uma das partes mais interessantes da entrevista foi o argumento para a transferência para a Mercedes, e o que ele disse a Martin Whitmarsh na ligação mais dura de sua vida:

“Eu poderia ter ficado, seria fácil. As propostas eram muito semelhantes. Quando Martin me perguntou o que mais ele poderia ter feito, eu disse ‘pra ser sincero Martin, é a questão do desafio, este é um passo que eu quero dar'”. Hamilton ainda acrescentou que “é parte do crescimento. Talvez seja meu último passo para a independência”.

Comparação a Schumacher

Hamilton fez a mesma comparação que muitos fãs e analistas têm feito nos últimos dias: com Michael Schumacher, que era bicampeão pela Benetton, e se transferiu para uma Ferrari que na época passava por uma fase bastante fraca. “Eu sei que alguns dos grandes pilotos saíram de uma equipe boa para uma equipe não tão boa e construíram um time vencedor. Michael (Schumacher), por exemplo, era campeão do mundo e foi para a Ferrari. Não temos nenhum outro piloto da F1 que ficou conhecido por ter feito algo assim. Espero que um dia possam dizer isso de mim”.

O que eu achei

Gostei muito da entrevista. Essa vontade de amadurecer, buscar novos desafios, sair da zona de conforto é positiva, e merece meu respeito. Tomara que a Mercedes construa um míssil de um carro, e que HAM esteja pau a pau com ALO e VET em 2013, e que todos eles se cuidem com PER…

Vem neném, neném vem, neném neném vem, neném neném vem...
Vem neném, neném vem, neném neném vem, neném neném vem…

Links e notícias usados ou mencionados neste episódio:

Este é o artigo original do Telegraph, para quem quiser gastar o inglês

Feed do Podcast F1 Brasil: http://feeds.feedburner.com/PodcastF1BrasilPodcast

Para compartilhar:

19 Cingapura: campeonato pegando fogo, será que a Ferrari é feita de Adamantium?

Para ouvir, clique Play:

Edição sobre o GP de Cingapura, corrida noturna disputada no circuito de rua de Marina Bay.

Convidado desde episódio:

Eduardo Casola Filho, do F1 Social Club

É fí, negócio tá feio pro seu lado.
É fí, negócio tá feio pro seu lado.

Brasileiros: Bruno Senna, uma draga no sábado, melhor domingo, mas o melhor seria nossa fórmula apresentada em programas anteriores (Williams usar um carro só, pilotado por Maldonado no sábado e por Bruno no domingo).

Outro brasileiro: Massa, outra draga no sábado, mas fazendo boa corrida no domingo, recebendo vários votos para o Troféu Podcast F1 Brasil para melhor piloto, e para o Troféu Mega Ultrapassagem.

Troféu Asno Volante: receberam votos Schumacher e a equipe Williams

Troféu Mega-Ultrapassagem: receberam votos Massa vs. Senna e Webber vs. Koayashi

Troféu Podcast F1 Brasil: receberam votos Massa e Di Resta. Tivemos que desempatar…

TÁ ESCURO, FÍ?
TÁ ESCURO, FÍ?

Pergunta fácil: Cingapuragate.

Pergunta difícil: último abandono mecânico de Alonso.

Links e notícias usados ou mencionados neste episódio:

F1 Corradi acha que Vettel sempre foi e sempre será a maior ameaça a ALO

Livio Oricchio também acha que a liderança de Alonso está em cheque

Total Race / Julianne Cerasoli: a realeza de Cingapura

F1 Social Club: uma luz no fim do túnel?

Resposta pergunta fácil

Resposta pergunta difícil

Música podsafe / Creative Commons: Brother Love e American Heartbreak

Feed do Podcast F1 Brasil: http://feeds.feedburner.com/PodcastF1BrasilPodcast

Para compartilhar:

18: Endurance, 6 Horas de São Paulo, Le Mans!

Para ouvir, clique Play:

Edição sobre as 6 Horas de São Paulo, a prova de Endurance que foi disputada neste último final de semana em Interlagos.

Convidado desde episódio:

Eduardo Casola Filho, do F1 Social Club

Conversas sobre a surra que a Toyota deu na Audi, sobre as batalhas no meio-de-campo da LMP2 e GT.

Aprenda algumas coisas sobre o circuito de Le Mans, seus trechos mais famosos, e sobre as regras da Endurance, que são bastante diferentes da nossa habitual F1.

Magnífica foto do protótipo Lola B12/80 da categoria LMP2, feita pelo próprio Eduardo Casola Filho...
Magnífica foto do protótipo Lola B12/80 da categoria LMP2, feita pelo próprio Eduardo Casola Filho…
...com o mesmo esquema de pintura do clássico Porsche 917 "rabo longo", que botava 380 km/h nos retões da década de 1970. Foto Wikimedia Commons.
…com o mesmo esquema de pintura do clássico Porsche 917 “rabo longo”, que botava 380 km/h nos retões da década de 1970. Foto Wikimedia Commons.

Pergunta fácil: o tríplice coroado (Mônaco, Le Mans, Indianápolis)

Pergunta difícil: o companheiro do tríplice coroado na conquista de Le Mans.

A resposta da pergunta difícil. Não vou dizer nada, só vou dizer que esse cara é PHODA BAGARAY. (Foto Wikimedia Commons)
A resposta da pergunta difícil. Não vou dizer nada, só vou dizer que esse cara é PHODA BAGARAY. (Foto Wikimedia Commons)

Links e notícias usados ou mencionados neste episódio:

Conquista incontestável da Toyota – Rodrigo Mattar, a Mil por hora

Resposta da pergunta fácil

Resposta da pergunta difícil

Spotter Guide para as 6 Horas de São Paulo, este é o website

O mítico Porsche 917, rabo longo e rabo curto

Música podsafe / Creative Commons: Brother Love e American Heartbreak

Feed do Podcast F1 Brasil: http://feeds.feedburner.com/PodcastF1BrasilPodcast

Para compartilhar:

17: o santo da Ferrari fala mais alto, rumores de Lewis na Mercedes, e muito mais

Clique no ícone Play para ouvir:

Convidado desde episódio:

Carlos Del Valle. Sim, eu me convidei.

Edição na semana seguinte ao GP da Itália em Monza. Conseguirá Lewis Hamilton caçar Alonso nas sete etapas restantes? Será Vettel um fator?

Declarações de Hamilton comparando a vitória de Monza com as de Mônaco e Silverstone.

Temporada de caça aberta a Alonso? Foto Wikimedia Commons
Temporada de caça aberta a Alonso? Foto Wikimedia Commons

Pergunta única: quem já venceu em Monza por equipes diferentes, entre os pilotos atuais da F1?

Troféu Asno Volante: candidatos Webber, Di Resta

Monza 1957, sem chicanes. Foto Wikimedia Commons
Monza 1957, sem chicanes. Foto Wikimedia Commons

Troféu Mega Ultrapassagem: candidatos Alonso, Pérez

Troféu Podcast F1 Brasil: candidatos Hamilton, Pérez, Alonso

Considerações sobre Cingapura e Marina Bay.

Links e notícias usados ou mencionados neste episódio:

Papaya Orange: Lewis vai embora da McLaren?

Estadão: Hamilton passa a ser séria ameaça a Alonso

Resumo da estratégia usada em Monza, por James Allen

Será que Alonso tem medo de Pérez?

Jaime Alguersuari afirma que Vettel mereceu ser punido pela manobra contra Alonso

 Relacionamento ruim entre Hamilton e Button, afirma a BBC

Gary Anderson sobre alternadores, e Craig Scarborough sobre alternadores

Música podsafe / Creative Commons: Brother Love e American Heartbreak

Feed do Podcast F1 Brasil: http://feeds.feedburner.com/PodcastF1BrasilPodcast

Para compartilhar: