Não, este não é um post patrocinado por empresas de venda de produtos de emagrecimento. É só um título pra pegar no meu próprio pé, pois eu tenho que emagrecer.

Fui visitar meus pais esses dias. Depois de a minha mãe servir uma deliciosa lasanha, ela comentou que eu tô meio gordo, e que deveria fazer uns exercícios, fechar a boca, essas coisas.

Fiquei com isso na cabeça… e sim, eu tô realmente uns 20kg acima do peso que deveria ter!

Pensando na minha preguiça e desleixo comigo mesmo, além de a pré temporada ter terminado, veio a ideia de escrever sobre a preparação física dos pilotos de corridas de automóvel.

Tudo para um piloto é tempo de reação. Se os engenheiros desenvolvem um tipo de adesivo que vai dar 5 centésimos de segundo de vantagem no tempo de volta, o piloto tem que acompanhar! Para se ter uma ideia, o piloto tem um intervalo de mais ou menos um quarto de segundo para a troca de marcha, antes que a caixa de câmbio vá para o espaço.

Além disso, o piloto tem que ser forte o suficiente para fazer pressão no pedal do freio (aproximadamente 100kg, em freadas fortes), mas ser um Lou Ferrigno da vida é carregar peso desnecessário para o carro. Logo, o equilíbrio entre força e massa muscular é mais importante do que ser feito o Leo Stronda.

Então, o piloto tem que ter reações rápidas, concentração, força, não se classificaria bem em uma eleição para Panicat, e o pior de tudo, realiza o seu trabalho envolto por gasolina, quente pra burro, usando uma roupa de astronauta, sofrendo forças gravitacionais que alguns astronautas nunca sonharam em conhecer, por duas horas, mais ou menos a cada 3 semanas… É, esses malucos tem um preparo físico gigantesco!!!!!

E tem gente que ainda acha que F1 não é esporte…

Jenson Button pratica triátlon com alguma frequência, tendo resultados respeitáveis. Saiu uma notícia este final de semana que ele pensou em abandonar a F1, almejando participar dos Jogos Olímpicos do Rio nessa modalidade!

Alonso, Rosberg e mais alguns são adeptos do ciclismo. Felipe Massa é praticante ativo de crossfit… mas todos eles pegam muito pesado na pré temporada, para estarem preparados o suficiente para o ano cansativo que terão.

A dieta também é uma parte importantíssima dessa preparação. Nos últimos anos ouvimos a respeito de pilotos desmaiando, por conta da dieta restritiva que estavam se submetendo, com intuito de perder algumas gramas, ajudando assim a baixar o peso dos carros. Por isso que, desde a introdução dos motores elétricos nos bólidos, o peso do conjunto carro-piloto vem aumentando ano a ano, evitando essas cenas.

O já citado Button é um dos pilotos que emagreceu para caramba, desde 2009, sendo hoje um excelente exemplo de chassi de grilo. Vergne, Chilton e Vettel também fazem o tipo bicho pau, por serem sensivelmente mais altos que Massa e Alonso, por exemplo… O único que não aparenta ser uma vítima da fome é o Bottas, que tem cara de garoto propaganda da Trakinas, mas ele não está nem entre os 5 pilotos mais pesados do grid, é só bochecha mesmo.

Voltando aos meus motivos para escrever esse texto de retorno, após um longo inverno. Vou mais uma vez olhar para os exemplos desses caras que eu admiro tanto, pra ver se consigo voltar ao meu peso ideal, que tem pelo menos uns 10 anos que não possuo… Na próxima segunda feira.

2014-11-19 16.44.57

Participe: Nosso Bolão, a Liga do Podcast F1 Brasil / Boteco F1 no GP Predictor

GASOLINA STORE BANNER

Grupo do Podcast F1 Brasil – Roda com Roda no Facebook

Faça parte da nossa Liga Conjunta no Bolão do GP Predictor: Podcast F1 Brasil e Boteco F1 

Curta nossa página no Facebook

Confira nossas camisetas de F1 na Gasolina Store

Siga-nos no Twitter e no Instagram

Estamos também na TuneIn Radio e no Stitcher, além do iTunes

Música podsafe / Creative Commons: Brother Love e American Heartbreak

Feed do Podcast F1 Brasil: http://feeds.feedburner.com/PodcastF1BrasilPodcast

 


18 comentários

Bruno da Mata · 10 de março de 2015 às 10:18

Hahaah excelente post! Brigar com o peso e o mais importante manter a saúde é sempew um desafio!
Se inspirar no esforço que esses caras fazem para ser competitivo, pode ajudar muito!

Clóvis · 10 de março de 2015 às 10:30

Gordo

    Joshué Fusinato · 10 de março de 2015 às 10:32

    Hey! Não é pq tu me conhece há 24 anos que tu pode ter essas liberdades!

    😛

      Carlos Del Valle · 10 de março de 2015 às 11:38

      Imagine essa conversa em áudio… Sotaque espesso!

        Joshué Fusinato · 10 de março de 2015 às 11:42

        Não dá pra negar a terra, “daí”!

          Carlos Del Valle · 10 de março de 2015 às 11:44

          Que que é, piá?

Will · 10 de março de 2015 às 11:18

É mano…20 Kg acima do peso…é melhor tu migrar para a NASCAR!!! rsrsrsrsrs belo Post!

Valesi · 10 de março de 2015 às 11:54

Na verdade, ele está 20 kg acima do peso necessário pra ser chamado de gordo.

    Joshué Fusinato · 10 de março de 2015 às 12:30

    O roto falando do mal vestido….

Fabiano Forte · 10 de março de 2015 às 16:33

“Chassi de grilo” foi ótimo! XD
Falando sério, admiro muito esses caras – inclusive porque eu jamais vou ter a força de vontade necessária para fazer uma coisa dessas!

    Joshué Fusinato · 10 de março de 2015 às 20:06

    Não é a primeira vez que eu tento me inspirar, e com certeza não vai ser a última!

rubens.pdf (@rubensGPnetto) · 10 de março de 2015 às 16:43

Parabéns Joshué, excelente post!
Queria ser assim, tipo, como você!

Samuka Amorim · 11 de março de 2015 às 11:03

#forçaFusinato

    Carlos Del Valle · 11 de março de 2015 às 13:42

    #JeSuisFusinatô

Emulando a Vida Saudável de Um Piloto de F1 em 10 Passos - Podcast F1 Brasil · 26 de março de 2015 às 6:03

[…] O Joshué Fusinato já escreveu um artigo nesse sentido aqui no Podcast F1 Brasil há algumas semanas e você pode ler aqui. […]

Deixe seu Comentário