Saudações, headbangers e petrolheads! Nossa viagem pelo Metal Progressivo continua hoje, após um ótimo início com o Rush, que desencadeou um retorno muito legal de vocês. Hoje é dia de Queensrÿche, a banda que era sinônimo de Metal Progressivo para quem viveu nos anos 80. Naquela época ainda não existia Dream Theather, então a galera pirava mesmo era com “aquela banda que tinha trema no Y”.

A banda se chamava “The Mob”, mas esse nome não estava disponível. Resolveram então usar o nome de uma de suas primeiras músicas, no caso “Queen of the Reich”. Numa sábia decisão, resolveram alterar a grafia de “Reich” para “Rÿche”, para evitar conotações com Adolf e sua turma da pesada. Claro que a trema não serve para nada, assim como no caso do Motörhead. Ela foi acrescentada só para dar aquele ar “germânico” típico do heavy metal, com letras góticas e tremas para todo lado.

Nada mais progressivo do que álbuns conceituais que contam uma longa história, com as feixas todas entrelaçadas ao redor do mesmo tema. Bons exemplos disso são Tommy do Who, Dark Side of the Moon do Floydão e Lamb LiesDown on Broadway, do Genesis.

O ponto alto da carreira do Queensrÿche foi atingido com o terceiro e quarto discos. Operation: Mindcrime, de 1988, contava a história de um ex-viciado em heroína que se torna um revolucionário, encarregado de eliminar líderes do governo. Um dos sucessos do álbum  é a faixa “Eyes of a Stranger”:

O álbum seguinte, Empire, foi um grande sucesso, atingindo o status de triplo disco de platina. A balada “Silent Lucidity”  chegou ao número 1 na parada de rock da Billboard, mas nossa recomendação de hoje vai para “Jet City Woman”, outro clássico da banda:

Ironicamente, a banda é norte-americana, mas sofreu uma grave dissidência em pleno solo brasileiro. Em um show em São Paulo, o vocalista Geoff Tate entrou em conflito verbal e físico com os outros integrantes, com direito a cusparadas durante o show:

A banda teve que voltar para os EUA em aviões separados, houve uma longa batalha judicial e durante um tempo houve dois Queensrÿche ao mesmo tempo. Hoje em dia, os integrantes da banda chamaram outro vocalista e têm o direito ao nome original Queensrÿche. Já Geoff Tate formou uma banda chamada justamente de Operation Mindcrime, inspirado num dos grandes álbuns da história da banda. Minha desconfiança com essa história toda: Tate parece ser um mega-babaca ou ultra-babaca, talvez do nível de babaquice de um Axl Rose.

Semana que vem teremos mais Prog Metal. Um abração pra todo mundo e até a próxima Terça Metal!

Link para: Todos os artigos da série Terça Metal

GASOLINA-STORE-BANNER-JPEG

Grupo do Podcast F1 Brasil – Roda com Roda no Facebook

Curta nossa página no Facebook

Confira nossas camisetas de F1 na Gasolina Store

Siga-nos no Twitter e no Instagram

Estamos também na TuneIn Radio e no Stitcher, além do iTunes

Música podsafe / Creative Commons: Brother Love e American Heartbreak

Feed do Podcast F1 Brasil: http://feeds.feedburner.com/PodcastF1BrasilPodcast

 


Carlos Del Valle

Podcaster. Imerso em Fórmula 1. Nada mais lógico do que um podcast sobre Fórmula 1.

5 comentários

Joshué Fusinato · 8 de setembro de 2015 às 9:55

Operation: Mindcrime é o típico álbum que o cara vai procurar depois de deulhar a discografia do Dream Theater e descobrir que eles nunca teriam existido se não fosse esse disco. Aconteceu comigo!

A música Spreading the Disease desse disco é uma das minhas preferidas. Tem um baixo legal, e agudos inacreditáveis no refrão!

Jordan Bandeira · 8 de setembro de 2015 às 10:46

Tou dizendo que essa série tá me fazendo redescobrir bandas que eu curti na adolescência…

Diego Ricarte · 8 de setembro de 2015 às 19:56

Não conheço muito a banda!
Conheço algumas músicas aleatórias.
Mas sempre tive curiosidade em ouvir. Quem sabe agora com a indicação do Podcast!

    Carlos Del Valle · 9 de setembro de 2015 às 16:31

    Inclusive, estou com o Operation: Mindcrime baixado aqui, para aprofundar os estudos!

      Diego Ricarte · 9 de setembro de 2015 às 18:20

      Foi a primeira coisa q fiz ao terminar de ler esse Terça Metal. Baixar o Operation Mindcrime!

Deixe uma resposta para Jordan Bandeira Cancelar resposta