Saudações, headbangers e petrolheads! Hoje é dia de encerrar nossa minissérie sobre funk metal, groove metal e afins. Para fechar o ciclo, vamos de Rage Against the Machine, uma banda, digamos, bastante extrema. Os vocais são totalmente rap/hip hop, o som é pesadaço, e para completar, as letras são carregadas de referências esquerdistas e revolucionárias. E ainda por cima, a banda toca super bem, com técnica apurada e ótimos riffs e grooves. O grande sucesso sem dúvida é “Killing in the Name”, com alusões à KuKlux Klan e com a expressão “fuck you” mencionada 17 vezes. Com certeza é um dos grandes riffs da história já feitos com a sexta corda em ré, nosso chamado “drop-D”:

Um disco maneiro é o Renegades, com covers de outras bandas, incluindo a clássica “Kick Out the Jams”, do MC5. Vou deixar aqui outra desse mesmo disco, que eu ouvia muito no carro, a cover de Bruce Springsteen, chamada “The Ghost of Tom Joad”:

Abraço amigos, e até a próxima Terça Metal!

Link para: Todos os artigos da série Terça Metal

GASOLINA-STORE-BANNER-JPEG

Grupo do Podcast F1 Brasil – Roda com Roda no Facebook

Curta nossa página no Facebook

Confira nossas camisetas de F1 na Gasolina Store

Siga-nos no Twitter e no Instagram

Estamos também na TuneIn Radio e no Stitcher, além do iTunes

Música podsafe / Creative Commons: Brother Love e American Heartbreak

Feed do Podcast F1 Brasil: http://feeds.feedburner.com/PodcastF1BrasilPodcast

 


Carlos Del Valle

Podcaster. Imerso em Fórmula 1. Nada mais lógico do que um podcast sobre Fórmula 1.

4 comentários

Sérgio Siverly (@SergioSiverly) · 21 de outubro de 2015 às 14:24

Eu acho Killing in The Name um musicão! E sempre lembro daquela escola que fez uma versão com a banda de alunos! Arrepia cada pêlo da nuca, maluco: https://www.youtube.com/watch?v=gqG4oSfQYIY

    Carlos Del Valle · 23 de outubro de 2015 às 11:47

    É a obra-prima dos caras né! 🙂

Joshué Nunes Fusinato · 23 de outubro de 2015 às 11:19

Audioslave > RATM

    Carlos Del Valle · 23 de outubro de 2015 às 11:47

    Eu ouço mais Audioslave, mas acho RATM mais relevante

Deixe seu Comentário