Neste terceiro capítulo da Terça Metal, continuamos preenchendo nosso ábum de figurinhas com os pilares do Thrash Metal dos anos 80.  Desta vez a atração é o Anthrax, com a faixa-título de seu álbum “Among the Living”, de 1987. Como todo Thrash de boa safra, a violência das guitarras e da bateria chama a atenção.

Nosso amigo Valesi, integrante do Podcast F1 Brasil, é um mega-fã de Stephen King. Esta música vai acabar se tornando um hino para ele, pois é totalmente baseada no livro “A Dança da Morte”, de 1978. Falando de um futuro pós-apocalíptico, com uma Peste devastando a Humanidade, o livro virou até minissérie de TV. Encaixa bem com o primeiro verso, vociferado em alto e bom som: “Disease! Disease!”…

Confira nossa lista do Spotify, onde vai sendo acrescentada cada música que figurou na Terça Metal. E todos os posts da Terça Metal aparecem juntos quando você clica na palavra Metal lá no Menu superior do site.

Um abração “contagioso” a todos e até a próxima Terça Metal!

GASOLINA STORE BANNER

Grupo do Podcast F1 Brasil – Roda com Roda no Facebook

Curta nossa página no Facebook

Confira nossas camisetas de F1 na Gasolina Store

Siga-nos no Twitter e no Instagram

Estamos também na TuneIn Radio e no Stitcher, além do iTunes

Música podsafe / Creative Commons: Brother Love e American Heartbreak

Feed do Podcast F1 Brasil: http://feeds.feedburner.com/PodcastF1BrasilPodcast

Categorias: ArtigosMetal

Carlos Del Valle

Podcaster. Imerso em Fórmula 1. Nada mais lógico do que um podcast sobre Fórmula 1.

5 comentários

Diego Ricarte · 31 de março de 2015 às 9:08

Esse álbum e clássico!
O que eu gosto do Anthrax, é que eles sabem unir muito bem, baixo e guitarras pesadas, bateria rápida e compassada e vocais com bastante melodia!

Sérgio Siverly (@SergioSiverly) · 31 de março de 2015 às 12:24

Interessante ver o quanto os livros do Stephen King inspiram músicas de metal. Igual as obras do H. P. Lovecraft que até hoje se tornam canções por aí. Muito bacana.

    Valesi · 1 de abril de 2015 às 1:14

    Stephen King realmente mexe com a imaginação de quem já tem a propensão de viajar em pensamento. Uma música que, se não foi inspirada em um dos livros d’A Torre Negra (Lobos de Calla), é uma coincidência tão macabra que merecia estar num conto de King é Santanico, do Matanza (https://www.youtube.com/watch?v=urno-J2kCmc)

GEcKoDriver · 31 de março de 2015 às 23:15

Esse álbum é top, mas dizem que ele bate de frente com “Persistence of Time” (o nome, aliás, tem tudo a ver com automobilismo!), também da banda. Quem ainda não conhece, ouçam. Recomendo!

bruno silva pistelli · 1 de abril de 2015 às 13:46

muito bom!

Deixe seu Comentário