Já estavam estranhando, né? O assunto é metal, mas ainda não falaram do Iron Maiden. O assunto é New Wave of British Heavy Metal, e nada da banda do Eddie. Caso resolvido. Hoje a Terça Metal vai agitar sua terça-feira com “The Trooper”. A canção faz parte do disco Piece of Mind, de 1983. Notem o trocadilho genial no título do disco: se fosse Peace of Mind, significaria algo como “Paz de Espírito”. Ao se escrever Piece of Mind, a pronúncia é idêntica, mas o sentido passa a ser “Pedaço de Cérebro”. Parabéns aos envolvidos.

Composta integralmente pelo baixista Steve Harris, incluindo a letra, “The Trooper” tem até uma conexão com os cabeças-de-gasolina, apesar de distante. A canção fala da Batalha de Balaclava, que ocorreu em 1854 durante a Guerra da Crimeia. Aquele gorro que os pilotos usam por baixo do capacete se chama balaclava por causa dessa batalha. Era uma das poucas proteções que puderam ser mandadas a tempo para os soldados britânicos, que estavam sem equipamentos suficientes para enfrentar o frio. Depois de alguns anos, esse tipo de gorro passou a ser chamado apenas de “balaclava”.

balaclava piquet 91US-B173 lauda balaclava 1 lauda balaclava schumacher balaclava vettel balaclava webber balaclava

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

massa balaclava

 

 

 

 

Musicalmente, é o que há de melhor em Iron Maiden. Não espere muito peso. Se quiser peso, mude de gênero e volte para o thrash, porque a NWOBHM é feita de belas melodias, guitarras rápidas e vocais agudos. No caso de “The Trooper”, todos os esses ingredientes estão muito bem representados. E o Iron Maiden ainda tem a vantagem de flertar com o rock progressivo ao usar letras épicas, históricas e fantásticas, ao contrário dos seus colegas de Nova Onda que vimos até aqui. Aproveitem, e até a próxima Terça Metal!

GASOLINA STORE BANNER

Grupo do Podcast F1 Brasil – Roda com Roda no Facebook

00The_Trooper

Curta nossa página no Facebook

Confira nossas camisetas de F1 na Gasolina Store

Siga-nos no Twitter e no Instagram

Estamos também na TuneIn Radio e no Stitcher, além do iTunes

Música podsafe / Creative Commons: Brother Love e American Heartbreak

Feed do Podcast F1 Brasil: http://feeds.feedburner.com/PodcastF1BrasilPodcast

 

Categorias: Artigos

Carlos Del Valle

Podcaster. Imerso em Fórmula 1. Nada mais lógico do que um podcast sobre Fórmula 1.

8 comentários

Aloisio · 28 de abril de 2015 às 7:43

Parabéns pelo podcast. Sou fã!!! Abraços aqui de Fortaleza.

    Carlos Del Valle · 29 de abril de 2015 às 15:46

    Obrigado! Um abraço aqui dos 16.C de Curitiba às 11h da manhã 😛

Joshué Fusinato · 28 de abril de 2015 às 8:56

Descobri recentemente (por causa de um episódio do Top Gear, veja só), que essa música é inspirada em um poema muito conhecido, que narra essa batalha da Guerra da Criméia, chamado “The Charge of the Light Brigade”. Segue a tradução:

Meia légua, meia légua,
meia légua em frente,
todos no Vale da Morte
cavalgaram com os seis centos.

“Para a frente a Brigada Ligeira!
Carreguem contra as armas!”, disse ele.
Para o Vale da Morte
cavalgaram os seiscentos

Para a frente a Brigada Ligeira!
Havia algum homem desanimado?
Todavia, o soldado não sabia
De algum que tivesse disparatado.
Eles não têm de responder,
eles não têm de se perguntar,
eles só têm de fazer e de morrer.
Para o Vale da Morte
cavalgaram os seiscentos.

Canhão à direita deles,
canhão à esquerda deles,
canhão à frente deles
saraivaram e trovejaram;
atingidos por balas e obuses,
com audácia eles cavalgaram e bem,
para as mandíbulas da Morte,
para a boca do inferno
cavalgaram os seiscentos.

Reluziram todos os seus sabres despidos,
reluziram ao rodopiarem no ar
sabrando os artilheiros lá
carregando contra um exército, enquanto
todo o Mundo se maravilhava.
Mergulhados no fumo das baterias
através da linha deles romperam a direito;
cossacos e russos
cambaleantes das sabradas
estilhaçaram-se e fenderam-se.
Então eles cavalgaram para trás, mas não,
não os seiscentos.

Canhão à direita deles,
canhão à esquerda deles,
canhão à frente deles
saraivaram e trovejaram;
atingidos por balas e obuses,
enquanto cavalos e heróis caíam,
eles que haviam lutado tão bem
vieram através da mandíbulas da Morte,
de volta da boca do inferno,
tudo o que restava deles,
o que restava dos seiscentos.

Quando irá a sua glória desvanecer-se?
Oh, a carga bravia que eles fizeram!
Todo o Mundo se maravilhou.
Honrem a carga que eles fizeram!
Honrem a Brigada Ligeira,
Nobres seiscentos.

:~

Cristiano Matuk · 28 de abril de 2015 às 12:32

O Bruce Dickinson em alguns shows fala parte do poema antes de gritar o nome da música! !!! Iron Maiden é demais!!!!!!

Diego Ricarte · 28 de abril de 2015 às 19:00

Será que nenhum dos integrantes do Maiden não é cabeça de gasolina? Nunca vi nada de um deles relacionado à F1. Ainda mais se tratando de britânicos patriotas!

    Carlos Del Valle · 29 de abril de 2015 às 15:45

    Pois é, o Dickinson é piloto de avião, geralmente são coisas correlatas, mas realmente nunca vi nada petrolhead deles

      GEcKoDriver · 29 de abril de 2015 às 22:17

      Bem, segundo o que sei, Dickinson é mais ligado em tudo que seja militar (aviões, tanques, etc…). Inclusive existe um video dele “pilotando” um velho tanque russo no youtube.

GEcKoDriver · 28 de abril de 2015 às 21:59

Up the irons!!!

Deixe seu Comentário